Views
5 months ago

edição de 8 de maio de 2017

  • Text
  • Jornal
  • Maio
  • Propmark
  • Publicidade
  • Brasil
  • Marketing
  • Anos
  • Marcas
  • Digital
  • Mercado

merCAdo Casa Cor usa

merCAdo Casa Cor usa canais da Abril para ativar marcas com live marketing Evento chega aos 30 anos com proposta de não ser apenas uma exposição, mas uma experiência para propor qualidade de vida Paulo Macedo Serão dois meses no Jockey Club de São Paulo, do próximo dia 23 a 23 de julho. A expectativa do Grupo Abril, proprietário e curador da Casa Cor, que está chegando aos 30 anos em 2017, é unir o ambiente digital com a experiência presencial. São esperados 110 mil visitantes, dos quais 47% de profissionais iniciados em arquitetura, decoração e design. As 20 edições regionais do projeto arregimentam um público superior a 500 mil pessoas. Com patrocínio master da Deca, que acompanha a iniciativa há 24 anos, e da montadora Renault, o evento vai ter novidades como o espaço gastronômico Casa do Chef e uma área para educação, uma parceria com o Istituto Europeo di Design. Nos meses de setembro e outubro, a franquia chega ao Paraguai. No próximo mês de novembro, chega a Miami, indo de 1º a 18 de dezembro, além de edições no Peru, Chile, Bolívia e Equador. Longo enfatiza que a Casa Cor usa a mídia e os canais do Grupo Abril para ativação de live marketing das marcas presentes. A Deca, por exemplo, organiza eventos no local para estabelecer relacionamento com stakeholders. “A arquitetura e o design fazem parte dos pilares da empresa. Temos revistas como Casa Claudia, Arquitetura e Decoração e Minha Casa, que tratam desses temas com profundidade e todas possuem canais digitais. Como publishers, entramos na atividade meio e não na final. A Casa Cor é um projeto multiplataforma e não apenas exposição de ideias. É uma experiência inspiracional e aspiracional. Porque a Abril não é uma house media, mas uma house of brands. A Abril tem autoridade nesse segmento devido ao poder da sua Walter Longo, presidente do Grupo Abril; Lívia Pedreira, superintendente da Casa Cor; e a diretora-comercial Cleide Gomes de Oliveira “O bOOm dO design e life style é uma realidade. a Casa COr tem a perspeCtiva da qualidade de vida urbana” marca”, explicou o executivo. A Casa Cor vai ter uma área dedicada a novos talentos, o Café do Saber. A ambientação será assinada pelo coletivo gaúcho Sopro, que foi escolhido por meio de um Archaton. Foram cerca de mil inscrições, que resultaram em 90 finalistas. “O boom do design e life style é uma realidade. A Casa Cor tem a perspectiva da qualidade de vida urbana. Entendo que há uma democratização do design. Os imóveis estão cada vez mais enxutos, mas os usuários querem ter um jardim, uma hortinha. A Ideia Zarvos despertou esse diferencial para o mercado. A Cyrella está Alê Oliveira encomendando projetos aos estúdios do Philip Stark e Pininfarina”, raciocina Lívia, que pretende fazer uma pesquisa em tempo real com visitantes da Casa Cor. A coleta dos dados será feita pela divisão de Inteligência de mercado da Abril, que vai mapear os serviços que orbitam nesse negócio. Livia destaca que o Instagram da Casa Cor tem 711 mil seguidores. Com TV, redes sociais e website ajuda a ativar uma indústria que é parte integrante do mercado imobiliário. “Tudo que é exibido no Casa Cor está disponível no mercado. Apresentamos tendências, mas não é um exercício futuro”. 8 8 de maio de 2017 - jornal propmark

PROPMARK

PROPMARK

Receba nossa newsletter

CADASTRAR

© Copyright 2000-2017 propmark o jornal do mercado da comunicação. Todos os direitos reservados.