Views
5 months ago

edição de 6 de março de 2017

  • Text
  • Mulheres
  • Mercado
  • Mulher
  • Propmark
  • Brasil
  • Jornal
  • Marcas
  • Anos
  • Pontos
  • Maior

MARCAS Hotel Santa

MARCAS Hotel Santa Teresa Rio MGallery está entre os lançamentos feitos pela rede no Brasil em 2016 AccorHotels cresce na América do Divulgação Sul e investe em luxo e lifestyle Rede de hotéis foi impulsionada na região por países como Colômbia, Chile e Peru; Brasil teve queda, apesar de ano olímpico e novas marcas BÁRBARA BARBOSA rede francesa AccorHotels A conquistou definitivamente a América do Sul, onde é líder do setor hoteleiro com várias marcas de seu portfólio, entre elas, Ibis, Sofitel e Mercure. No ano passado, foram inaugurados 31 hotéis com a bandeira Accor no continente sul-americano, sendo Colômbia, Chile e Peru os principais países que alavancaram o crescimento regional. No Brasil, o desempenho teve queda de pouco mais de 1%, mesmo em ano olímpico, algo que deve ser corrigido em 2017. “Estamos mais otimistas. O Brasil vai recuperar investimentos. Para 2017 a expectativa é fazer um ano equivalente a 2016, mas sem os Jogos Olímpicos”, disse Patrick Mendes, CEO da AccorHotels América do Sul. Segundo o executivo, o desempenho regional contribuiu para alta de 2,2% na receita glo- “Por muito temPo, a accor falou em economia com ibis, que se tornou sinônimo de hosPedagem econômica. mas hoje nossa estratégia é desenvolver e trabalhar mais marcas de luxo e lifestyle” bal da rede em comparação com 2015. Para se ter uma ideia, na América do Sul, o crescimento isolado foi de 4,7%. “Mesmo com ambientes complexos no cenário global, como crises econômicas e atentados, o grupo superou as expectativas dos analistas para o setor. O bom resultado foi puxado principalmente pelo fim do ano”. Apesar das adversidades mencionadas pelo executivo, pelo menos no Brasil, o investimento da Accor em marketing aumentou de 2015 para 2016. Segundo Roberta Vernaglia, VP de marketing da rede para América do Sul, houve 20% de incremento na área no ano passado e, para este ano, mais 10% devem ser acrescidos. A executiva ressalta a aposta da empresa em ações em diversas plataformas, do digital à televisão, passando por branded content para pay tv. Atualmente, a rede é atendida pela Havas. Luxo Conhecida principalmente por sua categoria econômica, a Accor vem, nos últimos anos, trabalhando sua imagem institucional e divulgando novas marcas, investindo cada vez mais em luxo e lifestyle. Segundo Mendes, mais que uma rede de hotéis, a empresa é hoje focada em serviços de deslocamento, atuando sob três pilares: hotelaria, diversificação em serviços e tecnologia. “Por muito tempo, a Accor falou em economia com Ibis, que se tornou sinônimo de hospedagem econômica. Mas hoje nossa estratégia é desenvolver e trabalhar mais marcas de luxo e lifestyle”, diz Mendes. No ano passado, foram introduzidas no Brasil duas marcas da rede que até então eram inéditas por aqui: Mama Shelter e MGallery, ambas instalações em Santa Teresa, no Rio de Janeiro. 34 6 de março de 2017 - jornal propmark

MARCAS Bradesco define agências para os segmentos financeiro e de seguros Publicis Brasil e Leo Burnett Tailor Made vencem concorrência do banco com a responsabilidade de criar um novo posicionamento mercadológico Paulo Macedo Após um período de três anos usando a assinatura Tudo de BRA, para marcar sua presença nas Olimpíadas do Rio de Janeiro, o Bradesco vai investir em um novo posicionamento estratégico. E essa missão vai ficar a cargo das suas novas agências, a Publicis Brasil e a Leo Burnett Tailor Made, que venceram o processo de concorrência que também envolveu na fase final a Y&R, que atuava como fornecedora de serviços de publicidade ao banco ao lado ds WMcCann. A seleção foi encerrada no dia 22 de fevereiro e teve a coordenação da consultoria espanhola Scopen, que também monitorou a escolha para a divisão de seguros. A opção, nesse caso, foi manter a AlmapBBDO, que disputou a preferência na etapa decisiva com a WMcCann. O banco vai continuar trabalhando com mcgarrybowen, F&Q, RG/A e One Digital em projetos especiais. Terceiro maior anunciante do mercado financeiro, atrás da Caixa e Banco do Brasil, o Bradesco destinou no primeiro semestre de 2016 um orçamento de R$ 385 milhões para comunicação mercadológica pela métrica do Kantar Ibope Media. A surpresa no resultado foi a supremacia do Publicis Communications, com duas marcas do seu portfólio desbancando o Interpublic (WMcCann) e WPP (Y&R). O grupo norte-americano Omnicom manteve seu lugar no anunciante com a Almap. “Quando a agência tem uma vitória dessa magnitude, o time inteiro fica mais motivado, se sente reconhecido, se fortalece, se une. A conquista do Bradesco é inspiradora e emocionante para os 350 corações que batem na Publicis”, resume Hugo Rodrigues, presidente da Publicis. Ele prosse- Marcio Parizotto, diretor de marketing do Bradesco, entre os copresidentes da LBTM Marcio Toscani, à esquerda, e Marcelo Reis “AcreditAmos que mesmo quAndo Acontecem imprevistos nA vidA, como umA concorrênciA, são As grAndes ideiAs que fAzem A diferençA” gue: “Nossa prioridade número 1 é não deixar que as concorrências impactem a entrega aos clientes que já trabalham com a Publicis. A partir dessa filosofia, começamos a estruturar o núcleo para participar do novo projeto. Nosso time tem grande experiência em marcas líderes como Nestlé, Chevrolet e P&G, por exemplo, que são parceiros da Publicis há mais de uma década. Essa musculatura você não ganha da noite para o dia, é um processo que vem se aperfeiçoando. E, mesmo com os resultados positivos, nós continuamos nos cobrando para entregar um produto final cada vez melhor”. A LBTM está avaliando profissionais com experiência no setor financeiro na própria agência, antes de buscar nomes no mercado. “Estamos avaliando os melhores perfis para o Divulgação grande desafio que temos pela frente e em breve iniciaremos as contratações necessárias. Estamos discutindo com o cliente os últimos detalhes da estrutura para que desde o dia D tenhamos uma entrega outstanding, sempre surpreendendo o cliente positivamente”, explica o copresidente Marcio Toscani. Luiz Sanches, sócio e diretor-geral de criação da Almap, exaltou a lisura das avaliações. “Ressalto a forma ética e correta com que esta concorrência foi pautada, tanto em seu processo de escolha como na postura do concorrente. A discussão ficou apenas no território das ideias, como toda concorrência deveria ser. Assim como a Bradesco Seguros, acreditamos que mesmo quando acontecem imprevistos na vida, como uma concorrência, são as grandes ideias que fazem a diferença”. jornal propmark - 6 de março de 2017 35

PROPMARK

PROPMARK

Receba nossa newsletter

CADASTRAR

© Copyright 2000-2017 propmark o jornal do mercado da comunicação. Todos os direitos reservados.