Views
1 week ago

edição de 6 de agosto de 2018

  • Text
  • Marca
  • Marketing
  • Mercado
  • Campanha
  • Brasil
  • Agosto
  • Marcas
  • Digital
  • Propmark
  • Jornal

Digital Predicta se

Digital Predicta se reposiciona como “Hub de Soluções de Mídia Digital” Com 19 anos de trajetória, adtech também renova a sua identidade visual: novidades foram anunciadas em evento para o mercado em São Paulo Divulgação Renato Rogenski mercado digital é extremamente dinâmico e exige O que produtos e serviços sejam atualizados o tempo todo. Neste cenário, muitas vezes também é preciso mudar o escopo de trabalho e posicionamento mercadológico das empresas que atuam dentro desse ecossistema. Não à toa, a Predicta, que já conta com quase 20 anos de trajetória atuando com ferramentas e serviços para o mercado da publicidade online, acaba de renovar sua marca. Mais do que uma alteração visual, a adtech também passa a se posicionar para o mercado como “Hub de Soluções de Mídia Digital”. A novidade foi anunciada no último dia 2 na cidade de São Paulo, em evento que contou com mais de 60 pessoas entre clientes, parceiros, imprensa e colaboradores. “Durante alguns anos, a Predicta teve uma atuação muito pautada em criar novas tecnologias. Sempre criamos muitos produtos e fomos pioneiros em muita coisa no mercado, mas o objetivo final sempre foi de prestação de serviços. E, além disso, no final das contas, o cliente quer o resultado, independentemente se a ferramenta que você está usando é proprietária ou não. Por isso descontinuamos diversos produtos que não escalaríamos e voltamos a focar na prestação de serviços. Com o novo posicionamento deixamos ainda mais claro esse caráter de solução”, explica Guilherme Mamede, CEO da Predicta. Parceira homologada do Google e com equipe certificada em ferramentas do Google Marketing Platform, a Predicta trabalha com planejamento, Maura Martines (diretora financeira e de operações), Guilherme Mamede (CEO), Henrique Paulino (diretor-comercial) e José Eugênio Hudson (diretor de marketing) execução, mensuração e análise das ações de mídia digital dos clientes. Entre os serviços prestados, destacam-se a compra de mídia (programática, search, shopping e social media, entre outros); operação de campanhas, em plataformas de parceiros líderes de mercado; gestão de audiência e gestão da performance das iniciativas digitais. “Somos integradores experientes neste mercado, ao mesmo tempo em que somos jovens e atentos às mudanças, este é um dos pontos pelos quais também renovamos nosso logotipo, que sugere uma flecha. Queremos firmar a assertividade nos resultados, foco e rapidez em nossas ações”, afirma Mamede. Para e empresa, a mudança é estratégica na medida em que agências, veículos e anunciantes precisam cada vez mais de suporte para otimizar os seus investimentos online e garantir “SomoS integradoreS experienteS neSte mercado, ao meSmo tempo em que SomoS jovenS e atentoS àS mudançaS” mais inteligência e eficiência nas iniciativas digitais. Para se ter uma ideia do cenário favorável para empresas do segmento, em 2016, foram injetados US$ 72,5 bilhões em anúncios digitais nos EUA, superando a mídia televisiva local. Em 2017, no Brasil, o valor alcançou R$ 14,8 bilhões, segundo dados do IAB. Até 2020, de acordo com a IPG Mediabrands, 50% do investimento em publicidade em todo o mundo será direcionado para o digital. De acordo com Mamede, a Predicta vive um momento de grande projeção. “No ano passado, a Predicta fez o seu maior faturamento da história e cresceu acima de 150%. A empresa também fez a aquisição da Melt e incorporou essa bagagem em mídia programática. Já em 2018, fechamos contratos com grandes empresas como Mondelez, Peugeot e TIM, por exemplo”, finaliza. 50 6 de agosto de 2018 - jornal propmark

DIgITAL “Posso dizer que já trabalhei com grandes marcas” Divulgação Se o assunto é influência digital, Hugo Gloss é um dos pioneiros e referência. Criado pelo jornalista brasiliense Bruno Rocha, há quase 10 anos, o personagem possui atualmente, em todas as suas redes sociais, mais de 20 milhões de seguidores. Além do digital, o influencer apresenta programas e faz a cobertura de grandes eventos nacionais e internacionais na televisão. Nesta entrevista, Hugo, como prefere ser chamado, comenta sobre a transição para outras mídias, do trabalho como empresário, da relação com o mercado anunciante e das mudanças nas plataformas digitais. “A internet mudou muito desde que comecei”, revela. O site do Hugo Gloss contabiliza mais de 1 milhão e 300 mil acessos diários Alisson Fernández TRAJETÓRIA Estava fazendo as contas e, em 2019, completo 10 anos como Hugo Gloss nas redes sociais. Mas já estava na internet antes disso. OUTRAS MÍDIAS Não acredito que tenha feito uma transição para outras mídias, pois foi algo muito natural. Logo que o perfil do Hugo Gloss começou a despontar fui convidado pelo Luciano Huck para trabalhar na redação do programa Caldeirão do Huck, da Rede Globo. Lá fiquei por seis anos e aprendi muita coisa. Depois, as próprias redes sociais foram mudando. O YouTube cresceu, chegou o Periscope, que era o aplicativo de lives do Twitter, Snapchat, Instagram, e sempre fui muito interessado nessas novas mídias. Quando veio a necessidade do vídeo, fui timidamente começando. Bem ou mal, tinha feito uma escola com o Luciano e já possuía know-how de edição, o que me ajudou no momento em que foi preciso. Foi meio que sem querer que tudo isso aconteceu pra mim, mas estamos aqui para surfar em várias ondas. EMPRESÁRIO Além de todas as redes sociais, tenho o site, que é o hugogloss.com, que tem mais de 1 milhão e 300 mil acessos diários. Trabalhamos também com diversas estratégias de lançamento de comunicação para o entretenimento. Então, o que acontece, muitas vezes, é que uma marca tem o lançamento de um produto e nós pensamos em um pacote de como essa marca pode se comunicar com os consumidores. Não só simplesmente através dos meios tradicionais de propaganda ou de publipost, mas pensando em uma estratégia mais complexa, pois há vários canais em que podemos conversar com públicos diferentes. O Hugo Gloss oferece hoje uma maneira direta de comunicação. Tendo, não necessariamente, eu como interlocutor. Posso dizer que já trabalhei com grandes marcas do mercado. COPRODUÇÃO A participação na coprodução de uma campanha junto com as marcas é um dos meus pré-requisitos. As ações que mais gosto e, também as mais eficazes, são as que você pensa no projeto como um todo. Tento sempre com a marca, publicitários e “Temos de achar um discurso que passe por Todas as pessoas sem agredir ninguém” agências equilibrar a conversa. É difícil para clientes mais ortodoxos entenderem que, muitas vezes, sabemos melhor a forma de se comunicar com determinado público. Faço muito o paralelo com a televisão. Por exemplo, em que momento você vai ao banheiro durante a programação? Durante o intervalo comercial, certo? O branded content é muito importante. Pois, temos de fazer um conteúdo em que a marca já esteja inserida dentro do processo e passe a informação de uma maneira natural. Se tivermos um discurso engessado, sem elasticidade e sem poder trazer autonomia e autenticidade para que aquilo seja uma coisa espontânea, a ação acaba tendo um pouco de rejeição. POLITICAMENTE CORRETO A internet mudou muito desde que comecei. Atualmente há milhões de canais para trabalhar, o que é ótimo, mas ao mesmo tempo temos muito mais críticas e pessoas procurando e buscando erros. Precisamos pensar em todas as possibilidades de interpretação de um conteúdo. Antigamente, a internet era muito mais zoeira. Até costumam dizer que a internet era terra de ninguém, mas nunca concordei com esse termo. Precisamos ter responsabilidade, mas, ao mesmo tempo, um pouco mais de bom humor e leveza. No meu caso, falando com mais de 20 milhões de pessoas, sempre terá alguém que vai pensar diferente. E que ótimo, queremos mais diversidade. Temos de achar um discurso que passe por todas essas pessoas sem agredir ninguém. Acho que nesses 10 anos de trajetória aprendi bastante. PRÓXIMOS PASSOS São muitos. Estamos com planos de expansão para o site no UOL, onde temos vídeos, várias entrevistas nacionais e internacionais e eventos. Espero em 2019 trazer uma grande novidade em relação a um evento de entretenimento, que estamos idealizando e vamos participar. Aguardem novidades. jornal propmark - 6 de agosto de 2018 51

edições anteriores

Receba nossa newsletter

CADASTRAR

© Copyright 2000-2017 propmark o jornal do mercado da comunicação. Todos os direitos reservados.