Views
1 month ago

edição de 31 de julho de 2017

  • Text
  • Marketing
  • Mercado
  • Brasil
  • Marca
  • Marcas
  • Propmark
  • Julho
  • Jornal
  • Anos
  • Paulo

MERCADO Fotos:

MERCADO Fotos: Divulgação Juliana Spina - Ogilvy Em uma era sem limites e barreiras, como escolher os melhores meios e veículos para a divulgação de uma campanha publicitária? Este é o desafio de Juliana Spina, 31 anos, que em junho de 2017 passou a integrar o time de mídia da Ogilvy Brasil. Com oito anos de experiência no mercado, Juliana também teve passagens pela mcgarrybowen e Publicis. Uma vez que o conteúdo midiático percorre múltiplas telas, novas tecnologias e diferentes espaços, Juliana se diz segura e preparada para enfrentar os novos desafios. “Usar as múltiplas telas de forma inteligente, conseguindo captar o maior número de dados para que nossos clientes possam utilizá-los a favor da própria marca, é o nosso maior desafio”, revela. Segundo Juliana, a mídia do futuro estará mais ligada ao conteúdo e a soluções de negócios para os clientes. “Não vejo a mídia apenas em um banner ou um comercial. Vejo ela mais linkada em uma jornada com o próprio consumidor. Preço e qualidade são importantes, mas o que mais posso oferecer para fidelizar este consumidor e me tornar relevante? O conteúdo será a melhor forma para ser eficiente para isso”, finaliza. Para Renata Valio, diretora-geral de mídia da Ogilvy Brasil, Juliana é uma profissional jovem, mas com muita experiência no mercado. “Ela é uma profissional híbrida, consegue trabalhar tanto em campanhas online como offline. E tudo com a entrega de um trabalho sempre inovador e de qualidade”, revela Valio. Paulo Pacheco - WMcCann paulistano Paulo Pacheco, de 35 anos, O iniciou a carreira em 2000 como programador na agência AlmapBBDO, onde conquistou um Leão de bronze no Festival de Cannes de 2002. Especialista em produção digital e tecnologia, o profissional também teve passagens por agências como F/Nazca S&S e Sun MRM. Mas, desde 2013, atua como diretor de produção e tecnologia da WMcCann. Trabalhando de forma integrada com outros departamentos da agência, Pacheco revela que o mercado mudou muito. “Hoje temos de dobrar os esforços para conseguir fazer inovação técnica para as ações dos nossos clientes. Quando comecei, era envolvido apenas no final do processo. Hoje, isso mudou muito, pois faço parte desde o início da ação. Ajudo a colaborar com o processo criativo ou, até mesmo, fazer com que a mídia encontre as melhores soluções”, afirma Pacheco. O profissional revela também que outros profissionais da agência estão se dedicando a adquirir conhecimento na área digital. “Isso ajuda muito a minha função, pois consigo me aprofundar mais em questões técnicas, não apenas ficar dando suporte”, finaliza. Segundo Marcelo Hack, vice-presidente de produção da WMcCann, Pacheco é um profissional completo, capacitado e incansável. “Se no passado falávamos de banner e website, agora falamos das possibilidades nas redes sociais, aplicativos e programática. E lá está ele, de mangas arregaçadas, imerso em tudo que possa existir de novo no digital”, afirma. Luiz Villano - Y&R Responsável por uma das funções mais estratégicas dentro de uma agência, o profissional de atendimento precisa ter jogo de cintura e um olhar apurado para desempenhar um bom trabalho nos dias de hoje. Luiz Villano, diretor de atendimento da agência Y&R desde 2012, sabe que essas são características fundamentais para essa função. O profissional, que possui ampla experiência dentro e fora do país, atualmente é responsável por marcas como Itaipava, Crystal, TNT Energy Drink, BIC e Danone. Para Villano, o principal desafio da área é ter seu repertório nivelado com tudo o que ocorre em comunicação dentro de um mercado completamente em movimento. “Ter na ponta da língua a cadeia de processos internos, do mercado e dos clientes, não é mais suficiente. É preciso estar em linha com o novo mundo ou nos transformaremos em profissionais obsoletos e dispensáveis”, revela. De acordo com o profissional, a área de atendimento está vivendo um momento de mudança, e será cada vez mais um business partner do cliente, somando seu olhar de propaganda ao conhecimento profundo do negócio para liderar mais e melhores processos dentro da agência. Segundo David Laloum, presidente da Y&R, Villano é um dos grandes talentos da nova geração. “Além de extremamente talentoso, Villano é empreendedor e conectado com as inovações do mercado. Ele olha para os negócios do cliente como se fossem dele. A meu ver, essa é uma das qualidades imprescindíveis para fortalecer o papel consultivo das agências juntos ao seus clientes”, afirma. 16 31 de julho de 2017 - jornal propmark

PROPMARK

Receba nossa newsletter

CADASTRAR

© Copyright 2000-2017 propmark o jornal do mercado da comunicação. Todos os direitos reservados.