Views
3 months ago

edição de 28 de agosto de 2017

  • Text
  • Jornal
  • Marketing
  • Marcas
  • Agosto
  • Digital
  • Propmark
  • Brasil
  • Marca
  • Mercado
  • Anos

curtas Fotos:

curtas Fotos: Divulgação Os músicos e produtores Diego Guimarães, Beto Lee e Edu Salvitti (foto) lançaram a produtora de áudio Trio Music. Além dos discos autorais, a produtora vai se dedicar à publicidade, à criação de projetos e conteúdos culturais e às trilhas para cinema e TV. Os três têm carreiras musicais paralelas: Lee é guitarrista do Titãs, Salvitti é baterista profissional e tocou por uma década ao lado de Beto e Rita Lee, antes de se dedicar à produção musical, com passagem pela Audioboutique, e Guimarães é multi-instrumentista e produtor com passagens pela S de Samba, Panela e Machine. A Petrobras Distribuidora promoveu a etapa de habilitação de documentos das agências que participam da concorrência para administrar um orçamento de R$ 485 milhões em um período de três anos. Foram habilitadas NBS, Heads e a DPZ&T. A Ogilvy foi desclassificada por apresentar documentos inadequados. As duas primeiras são as virtuais vencedoras. Caso surja algum problema com elas, a DPZ&T é a candidata natural para assumir a posição. A Ceratti (foto) vendeu 100% das suas ações por US$ 104 milhões para o grupo Hormel Foods, multinacional norte-americana. O faturamento da empresa compradora é de US$ 9 bilhões por ano e ela está presente em 75 países, com 126 anos de histórias. As negociações duraram dois anos e a transação representa a entrada de Ceratti nas operações da multinacional na América do Sul, através do Brasil. Mario Ceratti, diretor-estatutário da empresa, permanecerá para efetivar o processo de transição aos novos acionistas. O corpo gerencial atual será mantido sem alterações. A Apro (Associação Brasileira da Produção de Obras Audiovisuais) divulgou comunicado em apoio às declarações do ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, informando que a presidente interina da Ancine (Agência Nacional do Cinema), Debora Ivanov, deve ficar no cargo. O documento, assinado por 15 entidades, afirma que a “efetivação ampliará o diálogo e manterá a estabilidade necessária ao pleno desenvolvimento da atividade audiovisual no Brasil”. A Africa Zero (foto) passa a ser a agência responsável por toda a comunicação do shopping Cidade Jardim. A agência conquistou a conta após um processo de concorrência e, em breve, apresentará a campanha que traz o novo posicionamento de marca. “A Africa foi a agência que fez a campanha da lançamento do shopping, há nove anos. Temos uma relação longa de admiração por essa grande marca. Estamos muito felizes em voltar a trabalhar com eles”, afirma Marcio Santoro, CEO e copresidente da Africa. O Grupo de Mídia de São Paulo definiu a agenda de sua 18ª viagem internacional. Ao todo, 80 profissionais, de 25 agências de todo o país, estarão em Nova York, entre 4 e 7 de setembro, para participar do programa dividido entre palestras e visitas entre veículos, empresas de tecnologia e agências. 48 28 de agosto de 2017 - jornal propmark

cOnsumO andresr/iStock Otimismo deve impulsionar compras na Black Friday Pesquisa mostra que data tem mais credibilidade; previsão é que 370 mil novos consumidores comprem nesta edição Levantamento do Instituto Provokers revelou os cinco perfis atitudinais de quem consome na Black Friday: descrentes, inseguros, participativos, empolgados e apaixonados Danúbia Paraizo três meses da Black Friday, A as empresas já começam a intensificar suas estratégias para a data promocional, que neste ano será em 24 de novembro, sobretudo diante de um panorama otimista para negócios. Com faturamento de R$ 1,9 bilhão em 2016 e crescimento de 17% em relação ao ano anterior, a previsão é que a receita aumente até 20% nesta edição, segundo dados do e-bit, movimentando mais o comércio eletrônico do que o Dia das Mães, que teve crescimento de 16%, e o Dia dos Pais, com 10%. Mas não é apenas no digital que o evento promete. Nas lojas físicas, o aumento das vendas foi 3,5 vezes superior do que em dias comuns, nos últimos anos. E para fazer um aquecimento para o período, que costuma ter o pico no volume de buscas, o Google realizou na semana passada, em São Paulo, um encontro para debater o cenário de consumo e insights sobre o perfil dos que pretendem apro- veitar as ofertas neste ano. Segundo levantamento do Instituto Provokers, feito com 800 e-shoppers das classes ABC, 68% dos entrevistados pretendem comprar na Black Friday neste ano, contra 61% em 2016. A expectativa é que 370 mil novos consumidores comprem pela primeira vez nesta edição. “A data já é muito consolidada. Ela atrai as pessoas e isso ocorre porque ela tem uma questão promocional e de agressividade de preços muito boa, mas há outros fatores que atraem”, destacou Carolina Rocha, gerente de insights do Google Brasil. A pesquisa revela, por exemplo, que para 40% dos entrevistados, fatores como confiança na loja e na marca são essenciais na decisão de compra. Somando também atributos como qualidade de serviços e experiências de compra o número chega a 51%. “Não tem como, em qualquer pesquisa, o preço não ser o principal atributo. Ele é um driver de escolha muito pesado e importante, mas se a “Não tem como, em qualquer pesquisa, o preço Não ser o priNcipal atributo. ele é um driver de escolha muito pesado e importaNte” gente trabalha em uma categoria cujo preço é mais alto, o que o consumidor quer dizer é que a marca precisa garantir uma experiência que diferencie. A empresa precisa fazer frente com uma entrega mais rápida, um pagamento mais interessante, parcelado sem juros, ou outro benefício”, destacou Carolina. Outro fator que chama a atenção é o grau de fidelidade do consumidor com as marcas e como as empresas podem tirar melhor proveito dessa relação. No estudo, 76% dos entrevistados que compram regularmente na Black Friday responderam que consumiram pelo menos a metade dos produtos nas mesmas lojas. “Vejo muitos testando coisas novas, mas uma grande parte ainda concentra suas compras nos mesmos lugares. Se as pessoas estão dizendo que querem uma experiência diferente, eu consigo atuar com mais relevância entendendo como esse consumidor se comportou antes.” O levantamento também fez um raio-X do perfil atitudinal dos consumidores, dividindo- -os em cinco grupos: descrentes (16%), inseguros (22%), participativos (22%), empolgados (22%) e apaixonados (18%). O grau de afinidade com a data promocional está intimamente ligado à quantidade de informações e às experiências bem- -sucedidas em edições anteriores da data promocional. jornal propmark - 28 de agosto de 2017 49

PROPMARK

PROPMARK

Receba nossa newsletter

CADASTRAR

© Copyright 2000-2017 propmark o jornal do mercado da comunicação. Todos os direitos reservados.