Views
5 months ago

edição de 25 de janeiro de 2016

  • Text
  • Paulo
  • Cidade
  • Janeiro
  • Propmark
  • Jornal
  • Marca
  • Anos
  • Brasil
  • Campanha
  • Marketing

parabéns, sampa!

parabéns, sampa! Essência da paisagem paulistana é inspiradora, mas com transpiração Empresários destacam que presença de talentos nas agências da cidade foi decisiva para publicidade estar inserida na economia criativa do país Paulo Macedo Na expressão do publicitário Alexandre Gama, São Paulo abriga quem quer fazer e aguenta a pressão. “Aliás, aprende a fazer da pressão ingrediente para fazer melhor. Para vencer na cidade precisa ser ninja. O paulistano é ninja, mas São Paulo é meu estado natural”, afirma o fundador da Neogama. E faz a diferença porque nesses 462 anos de história se transformou em uma cidade de ponta na economia criativa. Da publicidade à arquitetura, do design ao digital. “Aqui estão reunidos profissionais em agências, veículos, parceiros de produção e empresas digitais, dentre outros, que fazem acontecer, emulando e imantando mais talentos, hoje até de outros países do mundo. São Paulo importa e exporta talentos, num mundo cada vez mais orgânico e conectado, praticando, na indústria da comunicação, um capitalismo de valor compartilhado, realmente inspirador. É uma narrativa que se renova, do jornal ao digital, fazendo valer, em qualquer plataforma de mídia, grandes ideias que transformam a vida das marcas e das pessoas. A indústria da propaganda, a partir de São Paulo, movimenta outras indústrias em todo o Brasil”, argumenta Luiz Lara, chairman da Lew’Lara\TBWA. Apesar dos contraditórios, como o trânsito caótico e a poluição, São Paulo se mantém como inspiradora e com uma transpiração que a faz pulsar, renovar e propor caminhos. “Absolutamente inspiradora! São Paulo abre os braços para todas as pessoas, de todos os cantos do país, e é também porta de entrada para as novidades que vêm de fora. É um caldeirão de influências culturais. É pulsante, viva, cosmopolita e linda, mesmo em meio ao caos. Tudo isso é matéria-prima para a publicidade. Toda a diversidade brasileira se encontra “São Paulo importa e exporta talentos, num mundo cada vez mais orgânico e conectado, praticando na indústria da comunicação um capitalismo de valor” Fotos: J.R.Duran e Divulgação “São Paulo é mais São Paulo quando é baiana, gaúcha, carioca, paraense, interiorana, inglesa, japonesa, árabe, podemos escolher. Nosso negócio é essencialmente um negócio de gente. E São Paulo é toda esta gente” “A WMcCann é a mais corintiana das agências brasileiras, a mais internacional das agências pioneiras e, por lógica e consequência, a mais paulistana das agências” aqui”, ressalta Hugo Rodrigues, CEO da Publicis Brasil. Criador da W/Brasil, hoje WMcCann, Washington Olivetto aproveitou o cenário paulistano para ser campeão de Leões em Cannes na competição de filmes. “A WMcCann é a mais corintiana das agências brasileiras, a mais internacional das agências pioneiras e, por lógica e consequência, a mais paulistana das agências. São Paulo é a cidade que mais cria e produz publicidade no Brasil, tanto em termos de quantidade quanto em termos de qualidade. Esse volume é fundamental para a cultura popular brasileira, que ainda conta com o privilégio de possuir o Rio de Janeiro como cidade alto-falante. Desde a idade do layout lascado até os dias dos youtubers da garoa, o poderio econômico de São Paulo faz a diferença na publicidade brasileira”, diz Olivetto. Fernando Musa, CEO da Ogilvy Brasil, enfatiza a diversidade cultural. “São Paulo é mais São Paulo quando é baiana, gaúcha, carioca, paraense, interiorana, inglesa, japonesa, árabe, podemos escolher. Nosso negócio é essencialmente um negócio de gente. E São Paulo é toda esta gente”, diz. “É só andar pelas ruas e diminuir a “pressa individual” para ver a gente de São Paulo. Ver todas as “São Paulo” de cada bairro, cada esquina”, acrescenta. “São Paulo é um centro inspirador, uma das maiores metrópoles culturais e econômicas do mundo. É também uma cidade plural. Temos aqui na cidade vários “Brasis”, temos as maiores comunidades japonesas, alemãs, italianas fora de seus países. Somos formados de várias culturas, religiões, ideologias. Isso tudo misturado a uma economia construída por marcas fortes impulsiona a publicidade. Esse caldo que São Paulo oferece permite ao Brasil ser um dos países com as agências mais premiadas do mundo”, finaliza Paulo Queiroz, copresidente da DM9DDB. 48 25 de janeiro de 2016 - jornal propmark

ParabénS, SamPa! Divulgação O Parque do Carmo, em Itaquera, é uma das opções de entretenimento e lazer dos moradores da Zona Leste da capital paulista Pesquisa mostra que existem várias cidades inseridas em São Paulo Em parceria com a Blend New Research, Estadão realiza o estudo tudo de Bom são Paulo para traçar raio X de paulistanos em nove sub-regiões Cristiane Marsola Para comemorar o aniversário de São Paulo, o Estadão publica, na edição desta segunda (25), o resultado da pesquisa Tudo de Bom São Paulo, realizada em parceria com a Blend New Research, empresa que pertence à holding HSR. “A ideia era ir um pouco além do que sempre é avaliado, entender melhor o paulistano na prática. Sabemos que o Ibirapuera é o parque ícone de São Paulo. Mas qual o parque mais relevante para quem mora na Zona Leste? Tem o Parque do Carmo, por exemplo”, diz Marcelo Moraes, diretor de marketing publicitário do Estadão. O estudo foi realizado por meio de um painel online com 1.500 questionários, totalizando 463 horas de entrevistas. Foram considerados participantes das cinco regiões da cidade subdivididas em nove sub-regiões para representar melhor algumas localidades específicas. Entre as informações levantadas estavam temas como lazer, atividades físicas, alimentação fora de casa, mobilidade, religião, compras, cultura e entretenimento, entre outros. “A pesquisa verificou que tem diversas cidades dentro desta. Existe uma São Paulo mais próxima das pessoas, na região onde trabalham e residem”, conta Moraes. A pesquisa levou em conta o perfil dos moradores, a influência dos imigrantes em cada bairro, o olhar das gerações, os destaques gastronômicos, as opções de lazer e a relação dos paulistanos com os shoppings. “Essa pesquisa é um conteúdo inédito sobre São Paulo e os paulistanos, mostrando detalhes e características de cada região, além da forma de o paulistano se relacionar com ela. São depoimentos de quem vive na capital e faz de São Paulo cada vez mais uma cidade compartilhada”, explica Lucas Pestalozzi, diretor de Negócios da Blend New Research. O resultado da pesquisa será publicado no caderno especial de aniversário da cidade, que será encartado na edição de segunda (25) do Estadão e também distribuído nas ruas de São Paulo. Serão 100 mil exemplares gratuitos. Um site dedicado também trará conteúdo e matérias especiais produzidas para cada bairro ou região. jornal propmark - 25 de janeiro de 2016 49

PROPMARK

PROPMARK

Receba nossa newsletter

CADASTRAR

© Copyright 2000-2017 propmark o jornal do mercado da comunicação. Todos os direitos reservados.