Views
4 months ago

edição de 24 de julho de 2017

  • Text
  • Marca
  • Brasil
  • Julho
  • Mercado
  • Propmark
  • Jornal
  • Anos
  • Marketing
  • Mundo
  • Diretor

MarcaS Subaru lança

MarcaS Subaru lança campanha O carro que todo mundo não tem, da DM9 Divulgação Projeto tem como garoto-propaganda Nizan Guanaes, que usa o recurso da metalinguagem Juliana Ribeiro, da Caoa; Guanaes; Marcelo Nepomuceno, da DM9; Daniel Caselli, da Movie; e Almir Natalino, da Caoa DANUBIA PARAIZO Começou a ser veiculada, no último dia 21, a campanha de reposicionamento da montadora japonesa Subaru no mercado brasileiro, que tem a coordenadação da DM9. O garoto-propaganda é Nizan Guanaes, fundador do Grupo ABC, que está na agência como uma espécie de mentor de criatividade, desde fevereiro deste ano. O publicitário gravou um vídeo para a internet no qual reforça os atributos da empresa e argumenta as razões para que o automóvel caia, em breve, no gosto brasileiro. O mote da ação é Subaru. O carro que todo mundo não tem. Metalinguagem para ativar o interesse dos consumidores por uma marca que chegou ao país em 1992, com a abertura das importações de automóveis. Uma das suas fortalezas mercadológicas é a segurança dos seu modelos. Atualmente é representada no país pelo Grupo Caoa (iniciais do fundador Carlos Alberto Oliveira Andrade), que também está à frente da operação da coreana Hyundai e é um dos principais revendedores da Ford na América Latina. O publicitário reforça os atributos da fabricante japonesa e argumenta as razões para que o automóvel caia, em breve, no gosto brasileiro. E para os que não se convencerem com os argumentos racionais, Guanaes encerra o vídeo com irreverência e bom humor com motivos “incontestáveis”. O filme foi produzido pela Movie, com direção de Daniel Caselli em parceria com Marcelo Nepomuceno, diretor de arte da DM9. A ação ainda inclui a participação do publicitário como vendedor na loja da Subaru localizada na região dos Jardins, em São Paulo, sempre aos sábados, como parte do projeto de relações públicas da marca, também desenvolvido pela DM9. “Sou vendedor. Já vendi roupas e jóias, antes de ser publicitário. E a vida inteira foi o vendedor que alimentou o publicitário. Metalinguagem é uma das minhas praias preferidas. Na DM9, voltei a ser redator. Adoro criar. Foi assim com o bebê Johnson com síndrome de Down. E é assim no publicitário vendedor na televisão e na concessionária”, afirma Guanaes, animado. 30 24 de julho de 2017 - jornal propmark

marcas Post do Instagram se transforma em delivery para seguidor da Heinz Ação assinada pela Africa explora plataforma de hambúrguer e embarca no engajamento que o assunto gera entre os consumidores da marca mariana zirondi Um hábito comum: olhar fotos de comida nas redes sociais e querer comer os pratos naquele instante. Foi esse desejo quase unânime dos usuários que inspirou a Africa a criar uma ação para Heinz. A ativação será realizada nesta segunda (24), na região de Pinheiros, em São Paulo. Posts Irresistíveis usa a ferramenta Stories, do Instagram, com recursos de geolocalização. Os usuários que estiverem na área serão impactos com um anúncio de Heinz, que mostrará o hambúrguer sendo preparado pelo chef do restaurante Underdog. Com o recurso swipe, a marca vai perguntar “quer comer esse post agora?”. O usuário que topar, pode seguir os passos da publicação, fazer um cadastro e receber, momentos depois, um hambúrguer por delivery. A melhor parte? Sem pagar nada. O objetivo dessa ativação, segundo Thiago Rapp, gerente de global brands da Kraft Heinz, é explorar a plataforma de hambúrguer da marca, que tem despertado grande engajamento e interação entre os clientes. “Estamos proporcionando aos nossos seguidores comer o post que eles estão vendo. É uma ação pelo Instagram porque achamos que essa rede social combina com a plataforma, onde as pessoas gostam de ver imagem e comida. Todos os lanches serão preparados pelo Underdog, que criou um hambúrguer especial usando a nossa maionese como base”, explica Rapp. Plataforma de hambúrguer é uma ponte interessante entre a marca e o consumidor ciante. E quem pensa que a marca é jovem levando em consideração o seu aparecimento nos supermercados brasileiros, engana-se. Criada em 1869 por Henry John Heinz, a marca que leva seu nome teve o primeiro ketchup apresentado em 1876 e, já em 1886, devido ao grande sucesso nos Estados Unidos, começou a olhar para o mercado internacional e expandir a linha de produtos. No Reino Unido, por exemplo, os feijões enlatados eram “essenciais” durante a Segunda Guerra Mundial. Em 2013, foi a vez de o Brasil começar a produzir o portfólio depois de uma fusão com Divulgação “quando estreamos o primeiro filme com africa, foi um momento importante para mostrar que estamos além do ketchup” Produção brasIleIra Em 2015, cerca de um ano depois de a Africa conquistar a conta, a primeira campanha da marca estrou na TV aberta. Ninguém faz melhor que Heinz ainda é o mote que permeia as ações de marketing do anuna Quero, tradicional marca de condimentos por aqui. Entrar no mercado nacional, mesmo já sendo um produto importado, foi positivo, segundo Rapp, que afirma estar crescendo a passos largos. A consolidação, de acordo com o executivo, está na linha de ketchup, mas a expansão se mostra satisfatória para os molhos de tomate, a recém-chegada maionese e a mostarda, que também entra na briga pelo destaque nas gôndolas. “Instagram e Facebook são as redes mais usadas por nós, inclusive no lugar de print, porque não trabalhamos mais com revista. Quando estreamos o primeiro filme com Africa, foi um momento importante para mostrar que estamos além do ketchup. Entrar na TV aberta tem uma capilaridade muito grande e ajuda no awareness. No entanto, vemos que é complementar a todas as ações. Para criar laço com os consumidores, precisamos das redes sociais”, fala. HeInz burger A próxima ação de Heinz será em agosto e setembro, com a promoção do Concurso Heinz Burger. Diferentemente do ano passado, quando a competição se concentrou em São Paulo, na segunda edição, todo o Brasil pode inscrever sua receita de hambúrguer. As 12 melhores (oito tradicionais e quatro veganas) serão escolhidas por um time interno da Heinz e vão participar de uma competição digna de reality show. Ao mesmo tempo, todos cozinharão suas receitas para disputar o prêmio final de R$ 5 mil. “Esse é evento é proprietário e percebemos o quanto o prato é popular entre os brasileiros. Muitas pessoas gostam de cozinhar em casa e queremos escolher o melhor, repetindo o sucesso da edição anterior”, finaliza Rapp. jornal propmark - 24 de julho de 2017 31

PROPMARK

PROPMARK

Receba nossa newsletter

CADASTRAR

© Copyright 2000-2017 propmark o jornal do mercado da comunicação. Todos os direitos reservados.