Views
3 months ago

edição de 18 de janeiro de 2016

  • Text
  • Brasil
  • Janeiro
  • Anos
  • Mercado
  • Propmark
  • Marca
  • Jornal
  • Mundo
  • Sempre
  • Clientes

MArCAs Vivo aumenta

MArCAs Vivo aumenta investimento em projetos sociais voltados à música Diretoria de Gestão Responsável e Sustentável, criada após compra da GVT, destinará R$ 32 milhões a ações de formação e incentivo cultural BÁRBARA BARBOSA Após a compra da GVT pela Vivo, no ano passado, o desenvolvimento dos projetos sociais e culturais das duas companhias foram unificados e deram início a uma nova diretoria dentro da empresa, a Digres (Diretoria de Gestão Responsável e Sustentável). Sob o comando de Heloísa Genish, que presidia o Instituto GVT, a área terá como foco de sua atuação a música, e o investimento será 78% maior em relação ao ano passado, passando de R$ 18 milhões para R$ 32 milhões em benefícios fiscais estaduais ou municipais. “Vamos investir em projetos de música que transformem as comunidades e deixem algum legado. A gente entende que a música conecta, emociona, transforma. E a gente viveu “A GENTE ACREDITA QUE QUANDO O ClIENTE vê UmA mARCA COmO INClUsIvA, pREsENTE AO lADO DA COmUNIDADE, ElE sE TORNA bRAND lOvER” isso no ano passado, em 70 projetos de música que foram desenvolvidos (pelo Instituto GVT) e agora serão acompanhados para ver como a marca consegue potencializar isso. A Vivo, que já atuava com música como direcionamento do grupo, me apoiou nesse caminho. Nesse novo momento, a ideia da Vivo é se posicionar cada vez mais como uma marca inclusiva”, comenta Heloísa. Segundo a executiva, a ideia é empregar o investimento deste ano em aproximadamente 90 projetos divididos entre os estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia, Ceará, Maranhão e Pará, além do Distrito Federal. Do total de R$ 32 milhões, 40% será destinado a projetos de formação, 30% a projetos de inovação, 20% para desenvolvimento de novos talentos e 10% na democratização ao acesso de apresentações musicais. “Vamos aproximar ainda mais a Vivo da vida de seus consumidores e incluir definitivamente a música no DNA da marca. Além disso, a gente acredita que quando o cliente vê uma marca como inclusiva, presente ao lado da comunidade, ele se torna brand lover, pois nossa atuação é sempre muito verdadeira. A gente não tem o objetivo de obter retorno de marca, mas sim de impactar e incluir, o que acaba tendo uma aceitação muito grande da comunidade”, ressalta Heloísa. IMPACTO Em 2015, segundo a executiva, as ações desenvolvidas especificamente pelo Instituto GVT impactaram um total de 3 milhões de pessoas e beneficiaram diretamente 60 mil. Para 2016, a ideia é aumentar esse 22 18 de janeiro de 2016 - jornal propmark

Fotos: Divulgação Projeto Orquestra do Bem, no Rio de Janeiro, está entre as ações que continuarão a ser desenvolvidas neste ano número por meio de projetos como o Bituca, da Universidade Livre de Música de Minas Gerais, escola profissionalizante que aceita iniciantes nos cursos de percussão, piano e teclado. No ano passado, essa mesma iniciativa ofereceu 225 vagas e, agora, tem sua oferta dobrada por meio de aporte da Digres. Outro projeto que será realizado este ano é o Dia da Música, da Fête de La Musique. A iniciativa, que ocorre em 700 cidades do mundo simultaneamente, prevê a realização de 100 shows gratuitos em São Paulo e no Rio de Janeiro e também levará a marca Vivo. Projetos como o Porto Alegre Jazz Festival; Neojibá, o núcleo de Orquestras Infantis e Juvenis da Bahia; e a Orquestra do Bem, do Rio de Janeiro, apoiados em 2015, também serão mantidos neste ano, de acordo com a executiva. Heloísa Genish, diretora de Gestão Responsável e Sustentável da Vivo e ex-presidente do Instituto GVT: música está no DNA da empresa e projetos musicais, de capacitação e incentivo, reforçam o contato e o compromisso da marca com a comunidade jornal propmark - 18 de janeiro de 2016 23

PROPMARK

PROPMARK

Receba nossa newsletter

CADASTRAR

© Copyright 2000-2017 propmark o jornal do mercado da comunicação. Todos os direitos reservados.