Views
4 months ago

edição de 16 de janeiro de 2017

  • Text
  • Brasil
  • Janeiro
  • Mercado
  • Propmark
  • Jornal
  • Empresa
  • Segundo
  • Nova
  • Conta
  • Campanha

Marcas & Produtos Neusa

Marcas & Produtos Neusa Spaulucci nspaulucci@propmark.com.br Renovação A linha de sabonetes Biocrema, do Grupo Memphis, ganhou nova identidade visual, criada pela Narita Design&Strategy. Já disponível nos principais pontos de venda, a marca agora possui logotipo com moldura arredondada. A ideia é remeter à cremosidade e à hidratação do produto. “Acreditamos que uma identidade visual com um ponto destacado cria impacto nos PDVs. Por isso, seguimos essa linha e também buscamos ressaltar nas embalagens os ingredientes naturais, como leite e erva-doce, para transmitir a sensação de nutrição”, diz Fernando Quintas, diretor de criação da agência. Higiene Para do verão, Francis lançou uma linha de sabonetes líquidos com óleos florais extraídos de frésias e verbena. Já as versões em barra ganharam novas fragrâncias, produzidas com óleos florais extraídos do jasmim, gardênia e tulipas. A ideia é oferecer sensação de frescor e hidratação. SoRvete com SandáliaS Havaianas e Fruttare apresentam uma coleção limitada de sandálias inspiradas nos sabores clássicos do picolé da Kibon: uva, limão e morango. As novas estampas, criadas pela AlmapBBDO, que cuida da comunicação da sandália, estão disponíveis nos modelos Slim, representando os sabores uva, morango e Top, no “sabor” limão. A embalagem dos sorvetes tem a mesma estampa da sandália. A parceira vem acompanhada da promoção Clássicos do verão, que presenteia consumidores com sandálias e sorvetes. Batata com limão Depois da mobilização nas redes sociais em torno do sabor criado pelos limões de Pepsi Twist, a Ruffles atendeu ao pedido e lançou a sua batata no sabor limão, ambos produtos da PepsiCo. Ele já está sendo comercializado, em todo o país, durante o verão, um dos momentos, segundo a empresa, mais importantes do ano para a categoria. A comunicação da marca, em todas as plataformas, segue uma linguagem que busca promover interação entre os jovens admiradores de Ruffles. 40 16 de janeiro de 2017 - jornal propmark

digital Parte do Yahoo não negociada com Verizon pode ter nome alterado Se for concretizada a compra dos negócios operacionais pela empresa de telecom, a operação de participações patrimoniais vai ser chamada de Altaba Nicolas McComber/iStock Cristiane Marsola parte do Yahoo que não está sendo negociada ganhará outro nome caso seja A concretizada a compra dos negócios operacionais da empresa pela Verizon. A nova operação se chamará Altaba e reunirá sob seu guarda-chuva as participações patrimoniais do hoje Yahoo em empresas asiáticas, como Alibaba e Yahoo Japão. As informações constam em um documento divulgado pela empresa no último dia 9. A parte da empresa que está na negociação com a Verizon inclui os serviços e produtos oferecidos pelo Yahoo, como e-mail, search, tecnologia de publicidade e portal. A intenção de compra, no valor de US$ 4,8 bilhões, foi anunciada em julho do ano passado e ainda aguarda finalização. Outra mudança que será concretizada com a aprovação do negócio, segundo o comunicado, é uma redução na diretoria da empresa. O conselho passará a ter apenas cinco executivos: Eric Brandt, que se torna o chairman do conselho, Tor Braham, Catherine Friedman, Thomas McInerney e Jeffrey Smith. De acordo com o comunicado, outros diretores - incluindo a atual presidente, Marissa Mayer, e o cofundador da empresa David Filo - optaram por sair da operação após a conclusão da venda. Segundo o documento, a saída dos demais diretores não tem ligação com nenhum desacordo dos executivos com a companhia. Quando foi anunciada a negociação, Marissa divulgou um comunicado dizendo que “era uma grande oportunidade para o Yahoo construir maior distribuição e acelerar o trabalho em mobile, vídeo, publicidade nativa e social. Como uma das maiores empresas a cabo e wireless do mundo, Verizon abre a porta para oportunidades de distribuição extensas”, escreveu. Depois de surgirem denúncias sobre a violação de mais de 500 milhões de contas do Yahoo e sobre a criação de um programa para espionar os e-mails para autoridades de inteligência norte-americanas, o mercado especula se a compra realmente se concretizará. O braço do Yahoo não adquirido pela Verizon será renomeado, caso a compra se concretize jornal propmark - 16 de janeiro de 2017 41

PROPMARK

PROPMARK

Receba nossa newsletter

CADASTRAR

© Copyright 2000-2017 propmark o jornal do mercado da comunicação. Todos os direitos reservados.