Views
6 months ago

edição de 16 de abril de 2018

  • Text
  • Brasil
  • Marcas
  • Abril
  • Mercado
  • Publicidade
  • Propmark
  • Jornal
  • Marca
  • Anos
  • Campanha

MERCADO Autobiografia

MERCADO Autobiografia Direto de Washington mostra todas as faces de Olivetto Profissionais prestigiaram lançamento da obra em São Paulo na semana passada; para o autor, ela tem publicidade, sim, mas também tem vida RENATO ROGENSKI maior parte dos publicitários anda com publici- “A tários, conversa com publicitários, namora com publicitários, se casa com publicitários e acaba fazendo a publicidade que já foi feita”. Sem querer dar spoiler, mas esta frase está logo nas primeiras páginas do livro Direto de Washington – W. Olivetto por ele mesmo, lançado no último dia 9, em São Paulo. Quem conhece Olivetto, no entanto, sabe que ele utiliza a afirmação com certa frequência, quase como um mantra. É com ela que explica a sua necessidade profissional de se retroalimentar com as mais diversas referências. Dito isso, não espere uma obra que se restrinja ao inevitável retrato profissional do icônico publicitário. “É claro que tem publicidade, mas tem vida, principalmente. Tem futebol, tem música, tem design, tem artes plásticas, tem literatura e, tudo isso somado, gerou a minha publicidade”, afirmou. No lançamento do livro, reflexo da construção poderosa da imagem de Olivetto e seu trabalho, inúmeras personalidades do mercado se misturaram aos fãs menos famosos na fila para autografar a obra. Tal fama não surge da noite para o dia. Washington conquistou todos os prêmios da publicidade mundial (incluindo o primeiro Leão de ouro do Brasil no Cannes Lions), já entrou no Guinness Book of Records, inspirou personagem de novela, virou letra de música de sucesso e até nome de pratos em restaurantes famosos. O que pouca gente sabe é que, durante muito tempo, o publicitário relutou em escrever autobiografia. “Eu fugia porque tinha medo de ficar com a cara de um epitáfio ainda em vida”. Como nada no processo Fotos: Marçal Neto/Divulgação 1 criativo dele é linear, sua visão começou a mudar quando teve o insight do título: Direto de Washington. “Só eu posso fazer uma biografia com esse título”. Outro ponto fez a dúvida virar certeza quando o livro ainda era apenas um embrião. Fascinado com o título, Sebastião Salgado, um dos maiores fotógrafos brasileiros de todos os tempos, pediu para fazer a foto de capa da obra. 3 2 “Uma das coisas que mais gostei é de contar uma história verdadeira. Eu não omiti erros e nem fracassos”, disse. E como Olivetto e propaganda são assuntos indissociáveis, evidentemente há na obra alguns recados importantes para a publicidade que é feita hoje no Brasil. “A melhor coisa que o livro passa é a ideia de que quanto mais as agências, clientes e veículos trabalharem juntos, muito melhor pode ser o negócio da comunicação. Torço até para que o livro, mais que contar algumas histórias da minha história, ajude a elevar a autoestima da publicidade brasileira, porque está precisando”, finalizou. Com a licença do trocadilho sobre o nome de Washington, com tanta história para contar, é improvável que a obra seja apenas um “livreto”. 22 16 de abril de 2018 - jornal propmark

5 6 7 8 9 10 11 12 1. Washington Olivetto autografa livros 2. Orlando Marques, chairman do Kantar Ibope Media, prestigia o lançamento 3. Marília Gabriela, jornalista, apresentadora, atriz e cantora, também pegou seu exemplar 4. Caio Barsotti, presidente do Cenp; e Paulo Gregoraci, vice-chairman e CCO da WMcCann 5. Erh Ray, sócio e presidente da BETC/Havas, e sua mulher, Fabíola Kassin 6. Jaques Lewkowicz, do Google; Raul Doria, sócio e produtor-executivo da Cine; e Claudio Ferreira, consultor 7. José Victor Oliva, sócio-fundador da holding Clube; e Luiz Lara, fundador e chairman da Lew’Lara\TBWA 8. Mariana Godoy, jornalista e apresentadora do programa homônimo Mariana Godoy Entrevista 9. Julio Xavier, da BossaNovaFilms e diretor de O Primeiro Sutiã, da Valisère, não podia faltar 10. José Borghi e Paula Trabulsi, cineasta e fundadora do coletivo Asas.com.br 11. Matinas Suzuki, editor do Grupo Companhia das Letras, e sua mulher, Angélica Suzuki 12. Theo (à dir.), filho do Olivetto, e seu amigo Henrique Wendel jornal propmark - 16 de abril de 2018 23

edições anteriores

Receba nossa newsletter

CADASTRAR

© Copyright 2000-2017 propmark o jornal do mercado da comunicação. Todos os direitos reservados.