Views
2 weeks ago

edição de 14 de março de 2016

  • Text
  • Mercado
  • Brasil
  • Jornal
  • Propmark
  • Marcas
  • Marketing
  • Digital
  • Marca
  • Campanha
  • Empresa

MARCAS Ambev faz

MARCAS Ambev faz mobilização para alertar sobre o zika Ação criada pela LDC abre mão da presença de marcas e envolve capilaridade da empresa nos PDVs paulo macedo empresa de bebidas Ambev, A controladora de marcas como Brahma, Skol e Antarctica, iniciou na semana passada uma campanha de teor institucional com o propósito de mobilizar a sociedade para os perigos dos criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor dos vírus da zika, dengue e chikungunya, que tem vitimado pessoas em todo o Brasil. A diretora de marketing Maria Fernanda de Albuquerque afirma que pesquisas detectaram que água acumulada até em uma inocente saboneteira pode ajudar a fecundar o indesejável mosquito. O conceito é Pior do que água parada é você parado. A ação envolve um flight de televisão com filme de um minuto de duração que tem versão de 30 segundos. A peça exibe os clássicos locais de ar- mazenamento de água, como pneus e pratinhos de plantas, por exemplo. O esquema de mobilização não envolve apenas os canais de mídia: a empresa está utilizando um volume substancial dos GRPs comprados para 2016 nos horários nobres das principais emissoras de televisão do país para comunicar o projeto. Também está utilizando sua capilaridade em mais de 1 milhão de pontos de venda para exibir cerca de 2,5 milhões de cartazes e folhetos didáticos, através da sua força de vendas e de merchandising. Seus 32 mil funcionários também estão distribuindo esse material em residências e bares. “Queremos engajar as pessoas porque 80% dos criadouros são desenvolvidos nos lares. É um cenário crítico e, por esta razão, resolvemos criar esse movimento. Nin- guém pode ficar parado e a ideia é essa: agir para fazer a diferença. Realizamos um mutirão nacional com nossos funcionários para fazer o alerta. A Ambev está entrando de cabeça nessa luta, fazendo sua parte tanto dentro da empresa quanto nas ruas, orientando a população. As pessoas já entenderam o mal que o zika causa, mas precisam ter clareza sobre o quanto podem contribuir para a erradicação de focos do mosquito transmissor do vírus. Cada um de nós pode mudar esse cenário por meio de ações simples e eficazes. Só não pode ficar parado. A promoção dessa campanha está totalmente alinhada com nosso sonho de sermos a melhor empresa de bebidas, unindo as pessoas por um mundo melhor”, detalha Maria Fernanda. O processo de mobilização também envolve formadores “Queremos engajar as pessoas porQue 80% dos criadouros são desenvolvidos nos lares. É um cenário crítico e por esta razão resolvemos criar esse movimento. ninguÉm pode ficar parado, a ideia É agir e fazer diferença” 38 14 de março de 2016 - jornal propmark

Fotos: Divulgação A ideia da Ambev é mobilizar a população brasileira a tomar uma atitude pragmática para evitar a proliferação do Aedes aegypti, transmissor dos vírus do zika, dengue e chikungunya. Campanha institucional envolve personalidades como Ronaldo Fenômeno, que fazem posts da hashtag #naoficoparado Maria Fernanda de Albuquerque: “A Ambev está entrando de cabeça nessa luta, fazendo sua parte tanto na empresa quanto nas ruas de opinião como Sabrina Sato, Ronaldo Fenômeno, Preta Gil, Ticiane Pinheiro e Aviões do Forró, que fazem posts informativos do projeto no Instagram e no Facebook mostrando como contribuem para a erradicação do mosquito transmissor do zika. Segundo Maria Fernanda, essa atitude motiva outros famosos a fazerem o mesmo, divulgando a hashtag #naoficoparado nas suas redes sociais. O projeto também envolve os campeonatos regionais, através de clubes como São Paulo, Flamengo, Botafogo, Vasco da Gama, Cruzeiro, Internacional, Remo, Náutico e Vitória. Os jogadores entraram em campo na rodada do dia 6 de março carregando faixas com mensagens de combate ao mosquito Aedes aegypti. A água é essencial para a fabricação dos produtos da Ambev, das cervejas aos refrigerantes, dos energéticos aos sucos. Não é por outro motivo que criou o movimento Quem vê água enxerga Cyan, uma iniciativa de conscientização da sociedade para o uso racional desse recurso natural. “Um dos principais destaques de maior impacto do movimento é o Projeto Bacias, que atua em conjunto com as ONGs WWF e The Nature Conservancy para preservar bacias hidrográficas. E, para estimular a reciclagem de resíduos pós-consumo, a companhia desenvolve inúmeras ações por meio do Ambev Recicla”, diz um relatório da empresa. “O projeto para alertar os efeitos do Aedes não tem nada a ver com a preocupação com água. Mas é com o acúmulo de água em locais como saboneteiras que o mosquito se prolifera”, finaliza a diretora de marketing da Ambev. Sabrina Sato e ator participam do filme que ajuda na conscientização em redes sociais jornal propmark - 14 de março de 2016 39

PROPMARK

Receba nossa newsletter

CADASTRAR

© Copyright 2000-2017 propmark o jornal do mercado da comunicação. Todos os direitos reservados.