Views
6 days ago

edição de 13 de agosto de 2018

  • Text
  • Anos
  • Mercado
  • Brasil
  • Agosto
  • Propmark
  • Jornal
  • Publicidade
  • Marketing
  • Ainda
  • Campanha

arena do esporte

arena do esporte Danúbia Paraizo danubia@propmark.com.br Divulgação Endorfina criativa Tourada A última edição do UFC Brasil neste ano será marcada pelo retorno de um veterano. Aos 42 anos, Rogério Minotouro volta ao octógono em disputa contra o americano Sam Alvey, no dia 22 de setembro, em São Paulo. A exemplo do que já vem sendo feito, a organização do torneio aposta nos treinos abertos e pesagem oficial dos lutadores para ativar sua marca e aumentar discussões sobre a competição nas redes sociais. O Brasil, aliás, é o segundo país em número de atletas e de interações na internet. Além do tour das letras, que circulará pelos principais pontos turísticos da capital paulista, o UFC promoverá treinos sociais em que o público trocará ingressos por doação de alimentos. No dia das lutas, uma arena será montada no Ginásio do Ibirapuera com ativações dos patrocinadores. Volkswagen, o energético Monster, a cerveja Cerpa e o grupo Souza Lima são alguns deles. “O brasileiro é apaixonado por MMA. Existe uma tradição histórica por aqui. O próprio jiu-jitsu surgiu com a família Grace no Brasil. A gente percebe forte engajamento nas redes sociais. A marca só está evoluindo”, pontua Daniel Mourão, diretor de marketing do UFC Brasil, que prepara para o segundo semestre nova campanha institucional. Time brasil O Comitê Olímpico do Brasil quer reposicionar sua imagem, e deixar no passado problemas judiciais de seu ex-presidente, Carlos Arthur Nuzman. Na semana passada, a entidade, que tem sede no Rio de Janeiro, trouxe seus principais dirigentes para São Paulo. Durante lançamento do Selo dos Atletas Olímpicos, Manoela Penna, nova diretora de marketing da entidade, falou ao PROPMARK sobre os desafios de engajar patrocinadores ao longo de todo o ciclo olímpico. “Embora a gente tenha ciclos de quatro anos, no Brasil há uma pequena distorção. Nosso ciclo de marketing no esporte olímpico é de dois anos. É difícil conseguirmos emplacar um relacionamento mais longo porque tem a Copa do Mundo. Nos Jogos do Rio, por exemplo, as empresas só começaram a ativar em 2014, após a Copa. Os patrocínios estavam assinados, mas a ebulição ocorre só depois. A gente está fechando um plano comercial mais ousado, ouvimos o feedback das empresas que estiveram com a gente no último ciclo. Estamos ajustando nosso pacote de ofertas e nossa previsão é que em setembro a gente vá para a rua com mais força”. “A vida corporativa exige muita agilidade, nem sempre conseguimos atender a todos os compromissos. Por isso, entendi que, para não largar o esporte, o ideal é ter um treinamento diversificado, que explore estímulos diferentes e seja capaz de me dar mais disposição para o trabalho. Hoje, pratico vôlei, ioga, musculação, corrida e bicicleta”. Bruno Couto, head de marketing e comunicação da Motorola para o Brasil Encontros A Bridgestone, detentora do naming right da Conmebol Libertadores, encontrou no futebol a “desculpa” perfeita para aproximar pais e filhos na mesma paixão. A nova campanha da fabricante de pneus apostou em histórias reais para contar encontros de famílias. O novo filme institucional da marca é assinado pela Publicis Brasil e traz o posicionamento Your Journey, Our Passion. “Tivemos como inspiração relatos verdadeiros e usamos este apreço às tradições como cenário”, explicou Domênico Massareto, CCO da Publicis. Quadrado O árbitro assistente dedeo (VAR, do inglês Video Assistant Referee), que definiu inúmeros lances polêmicos durante o Mundial na Rússia, acaba de chegar à Copa do Brasil. A nova tecnologia, inclusive, já está sendo patrocinada. A Semp TCL se tornou patrocinadora oficial CBF/ VAR do torneio, por meio de sua marca de televisores TCL. Durante os jogos, a marca TCL está presente na sala de árbitro dedeo, nos monitores desta sala, nas mensagens de revisão dos telões e no totem dedeo utilizado para revisão do árbitro de campo. 50 13 de agosto de 2018 - jornal propmark

marcas Renault e McDonald’s se juntam em campanha e escolhem poderoso trio Anitta, Marina Ruy Barbosa e Bruno Gagliasso espalham promoção que vai dar 100 carros; cantora dá voz à releitura de famoso jingle do Big Mac JÉSSICA OLIVEIRA promoção Girou, Ligou, A Ganhou, da Renault, está de volta, mas desta vez com o apoio do McDonald’s e um combo de influenciadores. Anitta, Marina Ruy Barbosa e Bruno Gagliasso, que juntos somam quase 70 milhões de seguidores somente no Instagram, são embaixadores da marca de carros e participam da campanha criada pela DPZ&T. A promoção vai distribuir 100 automóveis Kwids ao público, 20 na hora do teste da chave e 80 por sorteio. Federico Goyret, diretor de marketing da Renault do Brasil, afirma que é a maior promoção do mercado automobilístico. “Antigamente, era uma semana, agora vai durar três. Eram cinco carros, este ano serão 100. Anitta, Marina e Bruno têm um impacto gigantesco, nunca houve uma campanha com três celebridades desse calibre juntas”, diz. A agência cuida dos dois anunciantes e criou uma comunicação que mescla ambos. O filme Espalha reúne Anitta, Marina e Bruno, além dos jornalistas especializados em celebridades Leão Lobo e Nelson Rubens. Já o filme Big Promoção tem Anitta cantando uma releitura do jingle do Big Mac. A artista também gravou vídeos para serem enviados pelo WhatsApp em grupos de família, do trabalho e de sacanagem. Para participar da promoção, é preciso ir a uma concessionária da Renault, escolher uma chave e tentar ligar o carro. Quem não tiver tanta sorte, pode participar do sorteio ou ter condições especiais na compra. Também há outra chance: quem comprar um Big Mac ou uma Mc Oferta no drive thru da rede ganha uma chave. NOVO OLHAR PARA CRIAR No lançamento da campanha, Anitta comparou o cobranding dos anunciantes ao que fez com outros artistas. Ela também analisou a responsabilidade de ter 18 marcas associadas ao seu nome. “Sempre penso nas pessoas que vou influenciar ou mudar. Tenho muitas marcas, mas são as mesmas, as que eu acredito e combinem com quem eu sou, a minha forma de trabalhar ou tenham apostado em mim de alguma maneira”, diz a cantora. O presidente da DPZ&T, Edu Simon, disse que a escolha do trio visa impulsionar a campanha rapidamente, já que ela Divulgação Na foto acima, Anitta entre Rawicz e Federico Goyret, da Renault; Gnypek, do McDonald’s; Simon e Rafael Urenha, da DPZ&T; No destaque, Annita, Marina e Bruno espallham promoção “não basta ter um excelente filme para TV. Precisamos pensar em conteúdo” Alê Oliveira dura cerca de 20 dias. “Com uma promoção desse tamanho e com os objetivos de negócios, não basta ter um excelente filme para TV. Precisamos pensar em conteúdo. Criamos uma campanha de cauda longa, com formatos para o digital”, diz. Já Cláudio Rawicz, gerente de publicidade da Renault, comentou que a promoção a levar pessoas às lojas. “Cada vez mais as pessoas definem a jornada de compra no digital. Na loja, podem conhecer os produtos, sentar no carro e ter uma experiência com a marca. E ao distribuir uma chave no drive thru, é para quem já tem um carro. A propensão de compra é maior, são proprietários”, comenta. Para Roberto Gnypek, VP de marketing do McDonald’s Brasil, a transformação na publicidade, na tecnologia da comunicação e no hábito das pessoas inspirou a condução da campanha. “Nenhum consumidor vai prestar atenção e se engajar se a gente usar fórmulas antigas.” jornal propmark - 13 de agosto de 2018 51

edições anteriores

Receba nossa newsletter

CADASTRAR

© Copyright 2000-2017 propmark o jornal do mercado da comunicação. Todos os direitos reservados.