Views
1 week ago

edição de 11 de setembro de 2017

  • Text
  • Marca
  • Setembro
  • Brasil
  • Marcas
  • Jornal
  • Publicidade
  • Propmark
  • Digital
  • Mundo
  • Mercado

AgênciAs Mkt Virtual

AgênciAs Mkt Virtual realiza torneio de truco para comemorar o Dia do Baralho Maurício Cid, do Não Salvo, lidera o torneio deste ano, disputado entre influenciadores digitais e suas duplas Divulgação Influenciadores digitais se enfrentam em data criada para homenagear jogo de cartas da Copag Cristiane Marsola Neste ano, o Dia do Baralho será celebrado com um torneio entre influenciadores digitais. A data, comemorada em 13 de setembro, foi criada pela agência Mkt Virtual para a Copag, em 2013. O dia é alusão ao baralho 139 da marca. A festa já teve, em edições anteriores, ações no ponto de venda e no digital. “No ano passado, saímos com uma produtora móvel em um ônibus para coletar 52 histórias pelo Brasil”, conta Ludmilla Rossi, sócia-diretora de planejamento e criação da Mkt Virtual. A ação deste ano é liderada por Maurício Cid, do Não Salvo, conhecido como Rei dos Trolls e host do torneio. Participam do campeonato Truco Trollagem 139, no We Hostel, em São Paulo, os influenciadores digitais dos canais Matei Formiga, Acidez Feminina, San In Play, Jacaré Banguela, Pedro HMC, Sangerine, Mussum Alive e Dora Figueiredo. Quem vencer o torneio ganha uma viagem para Curaçao, na companhia do blogueiro do Não Salvo, enquanto os demais participantes vão sofrer uma “trolagem” de Cid. Tanto o torneio como a viagem podem ser acompanhados pelos canais dos influenciadores e da Copag. “O baralho sempre foi e será a mídia social que é capaz não apenas de expor os momentos, mas de fabricar esses momentos. Teremos uma celebração de tudo isso, entre influenciadores e audiência, através de uma disputa bastante inusitada”, comenta Ludmilla. A agência Mkt Virtual, fundada há 16 anos por Ludmilla e Mauricio Matias, é especializada em conteúdo e mídia digital. “Buscamos histórias. Queremos inverter o eixo de desenvolver conteúdo proprietário para marcas começando pelos anunciantes e ir atrás de detectar oportunidades”, explica a executiva. Este ano, a agência teve uma mudança significativa na área comercial, com a chegada de Eduardo Kimura, executivo com passagens pela IBM, SAP e T-Systems. “A chegada do profissional em janeiro deste ano foi um reflexo da maturidade e da mudança na gestão. Demos espaços para novas lideranças”, explica Ludmilla. Com as mudanças, a agência fechou os primeiros seis meses do ano com um crescimento de faturamento de 60%, ante o primeiro semestre do ano anterior, que tinha sido o melhor desempenho até então. 24 11 de setembro de 2017 - jornal propmark

mídiA Contato Brasil reforça área comercial com a contratação de Adão Casares Objetivo da empresa de OOH, que completa 40 anos de atuação em 2017, é promover novas interações por meio da tecnologia disponível Empresa de mídia OOH com 40 anos de atividade, a Contato Brasil contratou o publicitário Adão Casares para comandar a área de planejamento comercial - ele já havia trabalhado antes na Contato. Profissional com 30 anos de experiência no mercado, Casares terá a missão de manter a performance positiva da empresa e explorar cada vez mais os recursos de comunicação digital no universo da mídia exterior. “O nome do jogo é a entrega com qualidade que devemos colocar na mesa, na caixa de e-mail do anunciante, da agência no fim do dia. A entrega, ao meu ver, é muito mais importante que a ideia, com todo respeito aos colegas. Vou me empenhar a cada dia na busca de mais resultados, usar a experiência que tenho. Enfim, como em qualquer outro negócio, qualidade é o diferencial, caso isso não ocorra, a única coisa que teremos para falar é sobre o preço, o que é muito ruim”. Casares destaca que a Contato tem um alto share of voice no mercado publicitário. “É percebida como uma empresa de ponta na entrega dos pedidos e tem como diferencial a rapidez do retorno. Pretendo somar ao que já vem sendo muito bem feito, incorporando algo que no momento chamo de estratégia de meios. Da mesma forma que uma campanha é executada na TV com a seleção de vários programas, entendo que posso fazer isso com outdoor + banca de jornal e revista + painel de led, por exemplo”, diz ele. Publicidade pode voltar a espaços culturais e esportivos em São Paulo Proposta de alteração à Lei Cidade Limpa mira locais com mais de 20 mil m², como Estádio do Pacaembu, Anhembi e Autódromo de Interlagos O Estádio do Pacaembu é um dos complexos que podem passar a ter naming rights Divulgação Adão Casares é o novo gerente de planejamento comercial da Contato Brasil CPPU (Comissão de Proteção A à Paisagem Urbana), que regula a Lei Cidade Limpa, vai decidir este mês se sanciona ou veta projeto que propõe a liberação de anúncios de até 300 metros 2 por fachada em locais que tenham a partir de 20 mil metros quadrados e sejam classificados como estabelecimentos ou equipamentos “culturais, esportivos, de convenções ou exposições”. A Lei Cidade Limpa, de 2007, proíbe peças publicitárias como um outdoor padrão, que tem 27 metros. Após avaliação da CPPU, se o novo projeto for aprovado, será enviado ao Executivo, que decide se coloca em votação na Câmara. Essa categoria de anúncios Divulgação diz respeito ao naming rights. A ideia prevê uma cobrança de 5% a 10% do valor do contrato de direito de nomeação e esse recurso seria destinado à criação de um fundo para programas de reordenamento da paisagem urbana. Presidente da CPPU e autor da ideia, Luiz Eduardo Brettas avaliou que existem cerca de 20 espaços em São Paulo que poderiam ter esse tipo de anúncio e “o impacto não seria grande”. Entre eles, estariam alguns que fazem parte do pacote de privatizações da gestão João Doria (PSDB), como os complexos do Pacaembu, do Anhembi e o Autódromo de Interlagos, além de espaços privados como a Arena Corinthians e o Citibank Hall. jornal propmark - 11 de setembro de 2017 25

PROPMARK

Receba nossa newsletter

CADASTRAR

© Copyright 2000-2017 propmark o jornal do mercado da comunicação. Todos os direitos reservados.