Views
1 month ago

edição de 11 de janeiro de 2016

  • Text
  • Janeiro
  • Propmark
  • Ainda
  • Jornal
  • Campanha
  • Brasil
  • Marca
  • Marcas
  • Anos
  • Mercado

eyond the line Rafaela

eyond the line Rafaela Teixeira Feliz ideia nova! Conhecido o tabuleiro do nosso jogo para o ano que se apresenta, é hora de mexer as peças Nesta primeira edição de 2016 do nosso PROPMARK, impossível deixar de falar sobre o novo ano que se inicia. Não sei você, mas ano novo, para mim, é novo mesmo. Não é um simples virar de calendário, não é apenas mais um dia, de um novo mês, de um novo ano. É um momento precedido de uma profunda reflexão, quando fazemos um balanço do ano que passou. O que fizemos, metas batidas ou não, vitórias e derrotas, aprendizados, enfim... Depois de olhar para trás, miramos os novos 365 dias (neste 2016, serão 366, por conta do ano bissexto) que temos pela frente. Planos são feitos, metas são estabelecidas e abre-se um novo cenário para nossas batalhas diárias. É claro que a conjuntura sociopolítica e econômica conta, e muito, e o que se apregoa é um ano desalentador. Mas eu acredito muito nos planos e ações que praticamente independem dos fatores externos da macroeconomia. Conhecido o tabuleiro e as peças do nosso jogo para o ano que se apresenta, é hora de mexer as peças. E é aí que vale pensar no ano novo como um momento realmente novo, merecedor de novas estratégias, de desconstrução de paradigmas. É a justificativa ideal para chamar todo o time para repensar processos e estabelecer novas regras do jogo. A necessidade é a mãe da invenção, diz o ditado. Então é hora de “inventar” novas formas de atuação, de criar condições para a sustentabilidade dos nossos negócios. No fim do ano passado, tive a preciosa oportunidade de estar envolvido num processo de revisão de conceitos e busca de novos caminhos para agências de propaganda. Refiro-me ao Design Thinking Propaganda, criado e coordenado pela Fenapro e organizado por Sinapros. Foram quatro encontros, envolvendo mais de 100 agências, localizadas em regiões diferentes do Brasil. Tivemos uma sessão no Rio, depois em São Paulo, em Recife – reunindo agências do Norte e do Nordeste – e finalmente em Belo Horizonte. A questão colocada para os publicitários (donos e diretores de agências) pre- sentes aos encontros era sempre a mesma: “Como garantir sustentabilidade de uma agência de propaganda hoje e nos próximos anos?”. Esse repensar coletivo gerou conceitos e insights, alguns bem inovadores, outros nem tanto. Mas o mais importante foi a reflexão e a possibilidade de contar com um processo colaborativo para enxergar novas possibilidades. Algumas agências participantes partiram para a ação quase que imediatamente, revendo processos e criando novas frentes de atuação. E os resultados começam a aparecer. Esse foi um processo de grande espectro, gerando um estudo de âmbito nacional (a apresentação final pode ser acessada no site fenapro.org.br), mas que tal se apoiar nesse exemplo para promover uma reflexão e um processo de geração de novas ideias aí na sua empresa? Pode ser o Design Thinking ou um simples brainstorming. O importante é acreditar nas novas ideias para superar as adversidades. E não ter medo de mudar, se o que for gerado demonstrar minimamente algum potencial e viabilidade. É só prototipar e testar. Se não der o resultado esperado, tente mudar novamente, outra vez e outra vez... Nesses tempos de novidades constantes, a única certeza que podemos ter é a de que teremos de pensar em mudanças, em formas novas, o tempo todo. Viver em Beta constantemente. Não é confortável, é verdade, mas esta é a única forma de se manter competitivo e sustentável. Como o próprio relatório final do Design Thinking Propaganda mostrou, não se trata de partir necessariamente para uma implosão absoluta do modelo atual, mas para uma evolução contínua. No fim do ano passado, minha mensagem aos colegas e amigos foi “Que não te faltem as boas ideias”. Em tempos bicudos como os que nos esperam, o que há de mais valioso é uma boa ideia. E, é claro, a coragem e a determinação para colocá-la em prática, seja para um cliente, seja para sua carreira ou o próprio negócio. Então, feliz boa ideia pra você! Alexis Thuller Pagliarini é superintendente da Fenapro (Federação Nacional de Agências de Propaganda) alexis@fenapro.org.br 24 11 de janeiro de 2016 - jornal propmark

IDEIAS Fotos: Divulgação Produção da premiada Partizan, a campanha The Mechanic, para a marca Cillit Bang, deixa de lado os estereótipos para buscar uma linguagem inovadora para divertir as audiências expostas ao conteúdo desenvolvido pela equipe criativa da Betc Produto de limpeza faz proposta inédita BETC Paris desenvolve conceito Cleantertaiment para primeira ação global, The Mechanic, da marca Cillit Bang com dançarino da Madonna Paulo Macedo Segmento que normalmente utiliza features para ilustrar sua publicidade, o mercado de limpeza vai rever seus conceitos após confrontar The Mechanic, uma produção da inglesa Partizan Films com direção de Michael Gracey assinada pela BETC Paris para seu cliente Reckitt Benckiser. O comercial é desenvolvido para o produto de limpeza pesada Cillit Bang e é estrelado pelo bailarino Daniel Cloud Campos ao som do clássico Flashdance. O protagonista é um mecânico no final do expediente na oficina em que trabalha quando recebe a missão do patrão para fazer a limpeza completa do local. Parece considerar a missão impossível, mas, quando abre a despensa e vê que o material a ser usado é o Cillit Bang, fica animadão, minimiza a situação e incorpora um bailarino que dança no piso e nas bancadas. Habilidoso, Daniel cumpre o roteiro pop que a Betc batizou de Cleantertaiment. Faz sentido em um momento expressões advertainment, por exemplo, sinalizando que a publicidade deve ser divertida para engajar interesses. Na verdade, a BETC opta pelo não convencional nas suas propostas de comunicação. No andar térreo da agência, um espaço de 800 metros quadrados promoveu, há cerca de três anos, o lançamento da bota de borracha Aigle. O local foi inundado com 30 cm de água e os convidados usavam o produto para transitar durante o evento. Para a marca de água Evian, criou a celebrada campanha Baby&Me, que teve um clip em animação, Evian smart drop, com a música We Will Rock You, cujo single vendeu 1,5 milhão de cópias e virou hit no YouTube. jornal propmark - 11 de janeiro de 2016 25

PROPMARK

Receba nossa newsletter

CADASTRAR

© Copyright 2000-2017 propmark o jornal do mercado da comunicação. Todos os direitos reservados.