Views
3 months ago

edição de 11 de janeiro de 2016

  • Text
  • Janeiro
  • Propmark
  • Ainda
  • Jornal
  • Campanha
  • Brasil
  • Marca
  • Marcas
  • Anos
  • Mercado

marcas Olha o futuro

marcas Olha o futuro aí, gente! Volkswagen e outras montadoras de automóveis, além da Samsung, mostram novidades na CES 2016, em Las Vegas, destacando a Internet das Coisas NATASHA DE CAIADO CASTRO* – de Las Vegas Especial para o PROPMARK Las Vegas. Não poderia ser em outro local do mundo a International Consumer Eletronics Show, maior feira de tecnologia do planeta. Olho da minha janela no 31º andar do hotel onde luzes, leds, fontes que dançam, outdoors gigantes e dezenas de outros hotéis com mais de 5 mil quartos brigam pela minha atenção. Tudo muito pensado e planejado para deslumbrar. É a famosa Disney dos adultos. E fica ainda mais interessante quando os grandes unicórnios estão também brigando pelo espaço visual, físico, emocional e pelo bolso dos 170 mil fanáticos por tecnologia presentes na feira deste ano. Novidades? As montadoras de automóveis se destacam por apresentarem as principais delas. Volkswagen, GM, Kia, BMW, Toyota, Audi e várias outras tomaram um quadrante do Centro de Convenções de Las Vegas para mostrar que o futuro já chegou no ecossistema criado em CES. A Volks é um dos exemplos futuristas, apesar dos arrependimentos por sérios problemas do passado recente. O novo CEO da empresa, Herbert Diees, começou seu keynote pedindo desculpas pelo superfiasco da fraude com o meio ambiente. Prometeu que estão trabalhando para corrigir os quase 20 milhões de carros nos EUA e na Europa. Ressaltou, porém, que está à frente de uma VW repaginada em que o foco está na personalização dos produtos a serem lançados em duas etapas. Na primeira, já em “pre-ordering”, está o carro semiautomático completamente voltado à experiência de usuário. O veículo tem a pretensão - e deve conseguir - de, literalmente, ser a segunda casa de seu dono em termos de conforto, segurança, mobilidade e conectividade. Os comandos passam a ser totalmente por voz para liberar a mão só para o volante. O carro elétrico tem sensores que permitem que ele estacione sozinho. Aquela macarronada de fios dos devices desaparece e todo o carregamento é feito por wireless, tanto de fones, tablets e do próprio carro. A sincronização com os dispositivos modernos permite que músicas, jogos e roteiros de viagem sejam lidos pelo painel do carro. O relógio de pulso/smartwatch indica onde está o automóvel, onde ele esteve enquanto seu filho, por exemplo, deu umas bandas por aí e qual foi a velocidade máxima alcançada. Para os países onde há muito frio, neve, também pelo pulso, é possível você controlar o aquecimento interno do carro, mesmo a distância. A novidade da VW tem o nome criativo e carinhoso de Budd-E. É uma novidade que aprofunda o mundo da Internet of Things (IoT) com a inteligência artificial. 12 11 de janeiro de 2016 - jornal propmark

Estrutura de modelo da Volkswagen apresentado semana passada em Las Vegas: novidade une internet e inteligência artificial Fotos: Divulgação O BUDD-E TEM A PRETENSÃO - E DEVE CONSEGUIR - DE SER A SEGUNDA CASA DO DONO EM TERMOS DE CONFORTO, SEGURANÇA, MOBILIDADE E CONECTIVIDADE. OS COMANDOS PASSAM A SER TOTALMENTE POR VOZ, PARA LIBERAR AS MÃOS SÓ PARA O VOLANTE. O CARRO TEM SENSORES QUE PERMITEM QUE ELE ESTACIONE SOZINHO Por exemplo, indo para o trabalho, de manhã, eu pergunto para o painel do carro como está a minha geladeira e descubro que falta champanhe ou uma outra bebida qualquer. O carro, que tem a própria nuvem/cloud, acessa o meu aplicativo de compras, que, por sua vez, está ligado ao meu cartão de crédito. A transação é concluída e a entrega dos produtos pode ser feita onde o Budd-E se encontra. Enquanto trabalho no escritório ou me envolvo em outro compromisso, o fornecedor de bebidas coloca as compras no porta-malas, já programado para abrir. No caminho de casa, o interfone de casa toca e vejo que minha visita chegou. Pelo painel abro a porta a distância e minha vida social está salva sem que eu tenha grandes preocupações. Variação sobre o mesmo tema, IoT, foi apresentada pela Samsung. Uma geladeira com supertela touch “lê” os itens nela guardados e indica o que falta de acordo com a programação de consumo mensal que a família faz. A própria geladeira faz a lista de compras, indica estabelecimentos, acessando as informações de entrega e cartão de crédito já guardadas na sua memória. Taí uma mudança de hábito que influenciará tantos outros setores. A partir do momento em que não se faz mais necessário ir ao supermercado, quantos produtos terão de mudar as estratégias de vendas, de logística, de lançamento? Quantos terão de renovar? Ponta de gôndola? Demonstradoras? Produtos como chiclete, balas, chocolates, isqueiros, e tudo que se compra na fila do caixa, terão de repensar toda a sua estratégia de existência!!! Sincronização com dispositivos é visualizada no painel do carro Smartwatch localiza o automóvel e faz comandos a distância A Kia foi outra empresa que apresentou as novidades e o que mais me impressionou foram os sensores 360 graus nos novos carros que possibilitarão em um futuro próximo que eu envie meu carro sozinho para buscar o meu filho ou o cachorro que foi tomar banho. Ou, já que o target da marca são os millennials, meu filho manda o carro me buscar para o almoço de família. A GM apresentou o BOLT EV com 200 km de autonomia ao custo de US$ 30 mil. A BMW, em parceria com a Samsung, adicionou “features” aos novos modelos integrando classe, estilo e reinventando o termo luxo. Pelo smartwatch de um usuário que participou de um test drive na CES vi o carro achar uma vaga pequena, daquelas difíceis, e estacionar sozinho. O futuro é um charme! *Diretora da WISH International Events Management jornal propmark - 11 de janeiro de 2016 13

PROPMARK

PROPMARK

Receba nossa newsletter

CADASTRAR

© Copyright 2000-2017 propmark o jornal do mercado da comunicação. Todos os direitos reservados.